clientes

clientes

TURQUIA SE DESPEDE DO UBER

A rixa entre moto­ris­tas de táxi e de Uber alcan­çou o seu ápi­ce na Tur­quia. E, na que­da de bra­ço, o famo­so apli­ca­ti­vo de trans­por­te levou a pior. Isso por­que o pre­si­den­te tur­co, Tayyip Erdo­gan, resol­veu ceder ao ape­lo de taxis­tas de Istam­bul que se sen­ti­am pre­ju­di­ca­dos com a con­cor­rên­cia, pon­do fim ao uso do app no país. Atu­al­men­te, Istam­bul con­ta com 17.400 táxis. No comu­ni­ca­do, Erdo­gan afir­ma: “Essa coi­sa cha­ma­da Uber sur­giu, mas esse negó­cio está aca­ba­do. Temos o nos­so sis­te­ma de táxis. De onde vem esse Uber? É usa­do na Euro­pa e eu não me impor­to com isso”, dis­se o polí­ti­co, que é can­di­da­to à ree­lei­ção.

clientes

TRANSFERÊNCIA VIA WHATSAPP

O Itaú Uni­ban­co lan­çou, no iní­cio de junho, o Tecla­do Itaú, que per­mi­te aos seus cli­en­tes rea­li­zar trans­fe­rên­ci­as de dinhei­ro via apli­ca­ti­vos de men­sa­gens, como What­sApp e Mes­sen­ger. A novi­da­de é grá­tis e está dis­po­ní­vel para smartpho­nes com sis­te­mas Android ou iOS. Para usar o novo recur­so, bas­ta ter o app Itaú ins­ta­la­do e ati­var o tecla­do. O lan­ça­men­to vem para ofe­re­cer como­di­da­de aos cor­ren­tis­tas, que podem fazer tran­sa­ções com os seus con­ta­tos sem ter de sair da con­ver­sa para entrar em outro apli­ca­ti­vo. De acor­do com o Itaú Uni­ban­co, 80% das tran­sa­ções fei­tas pelos seus cli­en­tes já são rea­li­za­das via inter­net ou apli­ca­ti­vo para celu­lar.

clientes

TURQUIA SE DESPEDE DO UBER

A rixa entre moto­ris­tas de táxi e de Uber alcan­çou o seu ápi­ce na Tur­quia. E, na que­da de bra­ço, o famo­so apli­ca­ti­vo de trans­por­te levou a pior. Isso por­que o pre­si­den­te tur­co, Tayyip Erdo­gan, resol­veu ceder ao ape­lo de taxis­tas de Istam­bul que se sen­ti­am pre­ju­di­ca­dos com a con­cor­rên­cia, pon­do fim ao uso do app no país. Atu­al­men­te, Istam­bul con­ta com 17.400 táxis. No comu­ni­ca­do, Erdo­gan afir­ma: “Essa coi­sa cha­ma­da Uber sur­giu, mas esse negó­cio está aca­ba­do. Temos o nos­so sis­te­ma de táxis. De onde vem esse Uber? É usa­do na Euro­pa e eu não me impor­to com isso”, dis­se o polí­ti­co, que é can­di­da­to à ree­lei­ção.

 

 

 

 

 

 

clientes

TRANSFERÊNCIA VIA WHATSAPP

O Itaú Uni­ban­co lan­çou, no iní­cio de junho, o Tecla­do Itaú, que per­mi­te aos seus cli­en­tes rea­li­zar trans­fe­rên­ci­as de dinhei­ro via apli­ca­ti­vos de men­sa­gens, como What­sApp e Mes­sen­ger. A novi­da­de é grá­tis e está dis­po­ní­vel para smartpho­nes com sis­te­mas Android ou iOS. Para usar o novo recur­so, bas­ta ter o app Itaú ins­ta­la­do e ati­var o tecla­do. O lan­ça­men­to vem para ofe­re­cer como­di­da­de aos cor­ren­tis­tas, que podem fazer tran­sa­ções com os seus con­ta­tos sem ter de sair da con­ver­sa para entrar em outro apli­ca­ti­vo. De acor­do com o Itaú Uni­ban­co, 80% das tran­sa­ções fei­tas pelos seus cli­en­tes já são rea­li­za­das via inter­net ou apli­ca­ti­vo para celu­lar.

clientes

WALMART EM NOVAS MÃOS

Depois de algu­mas espe­cu­la­ções, o Wal­mart final­men­te anun­ci­ou a ven­da de uma par­te sig­ni­fi­ca­ti­va de suas ope­ra­ções no Bra­sil. No últi­mo dia 4 de junho, a empre­sa de pri­va­te equity Advent Inter­na­ti­o­nal pas­sou a deter 80% dos negó­ci­os do vare­jis­ta por aqui. O Wal­mart vai man­ter uma fatia de 20%. Dian­te das mudan­ças de estra­té­gia, a rede pre­vê uma per­da líqui­da no cai­xa de cer­ca de US$ 4,5 bilhões. O valor do negó­cio não foi infor­ma­do.

 

 

FACEBOOK EM QUEDA

Há três anos, 70% dos jovens ame­ri­ca­nos (entre 13 e 17 anos) eram usuá­ri­os do Face­bo­ok. No entan­to, ao que tudo indi­ca, o recen­te epi­só­dio da Cam­brib­ge Analy­ti­ca aba­lou (e mui­to) a cre­di­bi­li­da­de da empre­sa de Mark Zuc­ker­berg. Segun­do um levan­ta­men­to pro­du­zi­do pelo Pew Rese­ar­ch Cen­ter, o núme­ro de jovens nes­sa fai­xa etá­ria caiu para 51%. Por outro lado, segun­do a pes­qui­sa, o You­Tu­be, da empre­sa Alpha­bet (hol­ding que coman­da o Goo­gle e a pla­ta­for­ma de vídeo por stre­a­ming), é hoje a rede soci­al mais popu­lar entre os jovens, sen­do usa­da por 85% deles. Ape­sar dis­so, o Face­bo­ok segue como a rede soci­al mais lucra­ti­va dos EUA. Hoje, a empre­sa fatu­ra US$ 23,59 por usuá­rio ame­ri­ca­no. Deta­lhe: na ter­ra do Tio Sam, o núme­ro de usuá­ri­os ultra­pas­sa os 120 milhões.

 

 

 

 

MONSANTO AGORA É BAYER

Depois de com­prar a cen­te­ná­ria fabri­can­te de semen­tes gene­ti­ca­men­te modi­fi­ca­das Mon­san­to por US$ 63 bilhões, o gru­po ale­mão dos seto­res far­ma­cêu­ti­co e agroquí­mi­co Bayer anun­ci­ou que vai supri­mir a mar­ca Mon­san­to. A notí­cia veio em for­ma de um comu­ni­ca­do aos inves­ti­do­res e órgãos de impren­sa. “Bayer con­ti­nua sen­do o nome da empre­sa. Mon­san­to como nome de empre­sa não será man­ti­do”. A estra­té­gia é uma for­ma de dis­tan­ci­ar a empre­sa de epi­só­di­os nega­ti­vos, como pro­tes­tos de orga­ni­za­ções ambi­en­tais e agri­cul­to­res. Os nomes de mar­cas conhe­ci­das, como Dekalb (semen­tes de milho e col­za) e De Rui­ter (semen­tes hor­tí­co­las), serão man­ti­dos.

clientes

clientes

WALMART EM NOVAS MÃOS

Depois de algu­mas espe­cu­la­ções, o Wal­mart final­men­te anun­ci­ou a ven­da de uma par­te sig­ni­fi­ca­ti­va de suas ope­ra­ções no Bra­sil. No últi­mo dia 4 de junho, a empre­sa de pri­va­te equity Advent Inter­na­ti­o­nal pas­sou a deter 80% dos negó­ci­os do vare­jis­ta por aqui. O Wal­mart vai man­ter uma fatia de 20%. Dian­te das mudan­ças de estra­té­gia, a rede pre­vê uma per­da líqui­da no cai­xa de cer­ca de US$ 4,5 bilhões. O valor do negó­cio não foi infor­ma­do.

 

 

 

FACEBOOK EM QUEDA

Há três anos, 70% dos jovens ame­ri­ca­nos (entre 13 e 17 anos) eram usuá­ri­os do Face­bo­ok. No entan­to, ao que tudo indi­ca, o recen­te epi­só­dio da Cam­brib­ge Analy­ti­ca aba­lou (e mui­to) a cre­di­bi­li­da­de da empre­sa de Mark Zuc­ker­berg. Segun­do um levan­ta­men­to pro­du­zi­do pelo Pew Rese­ar­ch Cen­ter, o núme­ro de jovens nes­sa fai­xa etá­ria caiu para 51%. Por outro lado, segun­do a pes­qui­sa, o You­Tu­be, da empre­sa Alpha­bet (hol­ding que coman­da o Goo­gle e a pla­ta­for­ma de vídeo por stre­a­ming), é hoje a rede soci­al mais popu­lar entre os jovens, sen­do usa­da por 85% deles. Ape­sar dis­so, o Face­bo­ok segue como a rede soci­al mais lucra­ti­va dos EUA. Hoje, a empre­sa fatu­ra US$ 23,59 por usuá­rio ame­ri­ca­no. Deta­lhe: na ter­ra do Tio Sam, o núme­ro de usuá­ri­os ultra­pas­sa os 120 milhões.

MONSANTO AGORA É BAYER

Depois de com­prar a cen­te­ná­ria fabri­can­te de semen­tes gene­ti­ca­men­te modi­fi­ca­das Mon­san­to por US$ 63 bilhões, o gru­po ale­mão dos seto­res far­ma­cêu­ti­co e agroquí­mi­co Bayer anun­ci­ou que vai supri­mir a mar­ca Mon­san­to. A notí­cia veio em for­ma de um comu­ni­ca­do aos inves­ti­do­res e órgãos de impren­sa. “Bayer con­ti­nua sen­do o nome da empre­sa. Mon­san­to como nome de empre­sa não será man­ti­do”. A estra­té­gia é uma for­ma de dis­tan­ci­ar a empre­sa de epi­só­di­os nega­ti­vos, como pro­tes­tos de orga­ni­za­ções ambi­en­tais e agri­cul­to­res. Os nomes de mar­cas conhe­ci­das, como Dekalb (semen­tes de milho e col­za) e De Rui­ter (semen­tes hor­tí­co­las), serão man­ti­dos.

clientes

clientes

TURQUIA SE DESPEDE DO UBER

A rixa entre moto­ris­tas de táxi e de Uber alcan­çou o seu ápi­ce na Tur­quia. E, na que­da de bra­ço, o famo­so apli­ca­ti­vo de trans­por­te levou a pior. Isso por­que o pre­si­den­te tur­co, Tayyip Erdo­gan, resol­veu ceder ao ape­lo de taxis­tas de Istam­bul que se sen­ti­am pre­ju­di­ca­dos com a con­cor­rên­cia, pon­do fim ao uso do app no país. Atu­al­men­te, Istam­bul con­ta com 17.400 táxis. No comu­ni­ca­do, Erdo­gan afir­ma: “Essa coi­sa cha­ma­da Uber sur­giu, mas esse negó­cio está aca­ba­do. Temos o nos­so sis­te­ma de táxis. De onde vem esse Uber? É usa­do na Euro­pa e eu não me impor­to com isso”, dis­se o polí­ti­co, que é can­di­da­to à ree­lei­ção.

clientes

TRANSFERÊNCIA VIA WHATSAPP

O Itaú Uni­ban­co lan­çou, no iní­cio de junho, o Tecla­do Itaú, que per­mi­te aos seus cli­en­tes rea­li­zar trans­fe­rên­ci­as de dinhei­ro via apli­ca­ti­vos de men­sa­gens, como What­sApp e Mes­sen­ger. A novi­da­de é grá­tis e está dis­po­ní­vel para smartpho­nes com sis­te­mas Android ou iOS. Para usar o novo recur­so, bas­ta ter o app Itaú ins­ta­la­do e ati­var o tecla­do. O lan­ça­men­to vem para ofe­re­cer como­di­da­de aos cor­ren­tis­tas, que podem fazer tran­sa­ções com os seus con­ta­tos sem ter de sair da con­ver­sa para entrar em outro apli­ca­ti­vo. De acor­do com o Itaú Uni­ban­co, 80% das tran­sa­ções fei­tas pelos seus cli­en­tes já são rea­li­za­das via inter­net ou apli­ca­ti­vo para celu­lar.

clientes

WALMART EM NOVAS MÃOS

Depois de algu­mas espe­cu­la­ções, o Wal­mart final­men­te anun­ci­ou a ven­da de uma par­te sig­ni­fi­ca­ti­va de suas ope­ra­ções no Bra­sil. No últi­mo dia 4 de junho, a empre­sa de pri­va­te equity Advent Inter­na­ti­o­nal pas­sou a deter 80% dos negó­ci­os do vare­jis­ta por aqui. O Wal­mart vai man­ter uma fatia de 20%. Dian­te das mudan­ças de estra­té­gia, a rede pre­vê uma per­da líqui­da no cai­xa de cer­ca de US$ 4,5 bilhões. O valor do negó­cio não foi infor­ma­do.

FACEBOOK EM QUEDA

Há três anos, 70% dos jovens ame­ri­ca­nos (entre 13 e 17 anos) eram usuá­ri­os do Face­bo­ok. No entan­to, ao que tudo indi­ca, o recen­te epi­só­dio da Cam­brib­ge Analy­ti­ca aba­lou (e mui­to) a cre­di­bi­li­da­de da empre­sa de Mark Zuc­ker­berg. Segun­do um levan­ta­men­to pro­du­zi­do pelo Pew Rese­ar­ch Cen­ter, o núme­ro de jovens nes­sa fai­xa etá­ria caiu para 51%. Por outro lado, segun­do a pes­qui­sa, o You­Tu­be, da empre­sa Alpha­bet (hol­ding que coman­da o Goo­gle e a pla­ta­for­ma de vídeo por stre­a­ming), é hoje a rede soci­al mais popu­lar entre os jovens, sen­do usa­da por 85% deles. Ape­sar dis­so, o Face­bo­ok segue como a rede soci­al mais lucra­ti­va dos EUA. Hoje, a empre­sa fatu­ra US$ 23,59 por usuá­rio ame­ri­ca­no. Deta­lhe: na ter­ra do Tio Sam, o núme­ro de usuá­ri­os ultra­pas­sa os 120 milhões.

clientes

MONSANTO AGORA É BAYER

Depois de com­prar a cen­te­ná­ria fabri­can­te de semen­tes gene­ti­ca­men­te modi­fi­ca­das Mon­san­to por US$ 63 bilhões, o gru­po ale­mão dos seto­res far­ma­cêu­ti­co e agroquí­mi­co Bayer anun­ci­ou que vai supri­mir a mar­ca Mon­san­to. A notí­cia veio em for­ma de um comu­ni­ca­do aos inves­ti­do­res e órgãos de impren­sa. “Bayer con­ti­nua sen­do o nome da empre­sa. Mon­san­to como nome de empre­sa não será man­ti­do”. A estra­té­gia é uma for­ma de dis­tan­ci­ar a empre­sa de epi­só­di­os nega­ti­vos, como pro­tes­tos de orga­ni­za­ções ambi­en­tais e agri­cul­to­res. Os nomes de mar­cas conhe­ci­das, como Dekalb (semen­tes de milho e col­za) e De Rui­ter (semen­tes hor­tí­co­las), serão man­ti­dos.