WHOW!

CENÁ­RI­OS DA INTER­NET E CUL­TU­RA DA INO­VA­ÇÃO

MIND­SET DA INO­VA­ÇÃO

Não é pos­sí­vel ino­var com uma men­ta­li­da­de que car­re­ga medo do futu­ro e segu­ran­ça em rela­ção ao pas­sa­do, é o que diz o head de Design e Ino­va­ção da Echos Chi­co Ade­la­no. Ele afir­ma que dois fato­res são impor­tan­tes para o desen­vol­vi­men­to de um local para ino­va­ção: con­cep­ção de espa­ço e rela­ções entre as pes­so­as. “Acre­di­ta­mos em uma fusão entre cul­tu­ra, pro­ces­sos e espa­ços. As pes­so­as estão den­tro des­sa cul­tu­ra e, para que a cola­bo­ra­ção entre elas exis­ta, é que temos os pro­ces­sos. Para que os pro­ces­sos rodem de for­ma flui­da e efi­ci­en­te, a gen­te pro­vê espa­ço. Tudo isso está rela­ci­o­na­do”, expli­ca o exe­cu­ti­vo.

Mui­tos escri­tó­ri­os, den­tro e fora do Bra­sil, estão mudan­do a sua estru­tu­ra físi­ca e das equi­pes ao ado­ta­rem espa­ços aber­tos, mobi­liá­rio colo­ri­do e salas para cocri­a­ção, mas não é o sufi­ci­en­te. “Tudo isso tem uma base de sen­ti­do, mas pode ser mui­to super­fi­ci­al se as pes­so­as não tive­rem a cul­tu­ra e a rela­ção. Então tem de focar a qua­li­da­de da rela­ção entre as pes­so­as”, ava­lia Ade­la­no.

E no caso de uso das meto­do­lo­gi­as ágeis, como scrum, lean, design thin­king, entre outras, é pre­ci­so com­pre­en­der a meto­do­lo­gia cor­re­ta a ser uti­li­za­da em cada cul­tu­ra empre­sa­ri­al. Dife­ren­tes desa­fi­os exi­gem solu­ções dis­tin­tas.

5G, 6G e 7G

Cida­des e fazen­das inte­li­gen­tes, pro­du­tos inter­co­nec­ta­dos, tele­me­di­ci­na, veí­cu­los autô­no­mos e ban­da lar­ga em áre­as remo­tas são algu­mas das capa­ci­da­des da tec­no­lo­gia 5G, que já acon­te­ce em 85 cida­des da Coreia do Sul, 57 na Chi­na e 50 nos Esta­dos Uni­dos, de acor­do com o rela­tó­rio da VIA­VI Solu­ti­ons. E, segun­do dados da Erics­son, mos­tra­dos na cober­tu­ra do Whow! duran­te o Fórum Econô­mi­co Mun­di­al de 2020, é pre­vis­to que, até o fim de 2024, cer­ca de 65% da popu­la­ção mun­di­al tenha aces­so à inter­net 5G.

Já no Bra­sil, qua­se 80% da popu­la­ção tem inter­net, segun­do o Ins­ti­tu­to Bra­si­lei­ro de Geo­gra­fia e Esta­tís­ti­ca (IBGE). Mas a Agên­cia Naci­o­nal de Tele­co­mu­ni­ca­ções (Ana­tel) só abriu em feve­rei­ro des­te ano a Con­sul­ta Públi­ca nº 9, sobre o Edi­tal de Lici­ta­ção das fai­xas de radi­o­frequên­ci­as que vai per­mi­tir a imple­men­ta­ção des­ta tec­no­lo­gia no País. É pos­sí­vel con­tri­buir com a con­sul­ta até 2 de abril.

Mar­cus Wel­don, dire­tor cor­po­ra­ti­vo da Nokia, comen­tou duran­te uma apre­sen­ta­ção no Bro­o­klyn 5G Sum­mit que a inter­net 6G será uma “expe­ri­ên­cia de sex­to sen­ti­do para huma­nos e máqui­nas”. Além dis­so, ana­lis­tas esti­mam os seguin­tes pra­zos para ins­ti­tui­ção dos novos mode­los de inter­net: 2020 para 5G, 2030 para 6G e 2040 para 7G.

WHOW! FES­TI­VAL 2020

Fal­tam só qua­tro meses para o mai­or motor de ace­le­ra­ção de negó­ci­os de ino­va­ção da Amé­ri­ca Lati­na, que é uma rea­li­za­ção e orga­ni­za­ção do Gru­po Padrão e da 100 Open Star­tups.

Quer saber mais sobre o even­to ou os con­teú­dos da pla­ta­for­ma Whow!? Aces­se
whow.com.br e siga os nos­sos per­fis nas redes soci­ais, atra­vés do @whowfestival.