DES­LI­GUE A TV E PARA O FACE­BO­OK?

ENTEN­DA OS INVES­TI­MEN­TOS EM COMU­NI­CA­ÇÃO DAS EMPRE­SAS. PARA ONDE ELES VÃO?

POR MELIS­SA LULIO

m um momen­to em que ganhar a aten­ção do con­su­mi­dor é um desa­fio cada vez mais com­ple­xo, a deci­são pelo canal uti­li­za­do em cada comu­ni­ca­ção se tor­na ain­da mais essen­ci­al. Nes­se sen­ti­do, como argu­men­ta Edmar Bul­la, CEO da Cro­ma, com base no estu­do Mar­ke­ting Com­pass, é per­cep­tí­vel que exis­te uma dis­po­si­ção para ino­var – mas isso nem sem­pre é colo­ca­do em prá­ti­ca. “Por uma série de ques­tões, veri­fi­ca­mos que os exe­cu­ti­vos que­rem ino­var e não con­se­guem”.

   Dian­te dis­so, a TV, mes­mo com altos cus­tos, con­ti­nua ten­do imen­sa rele­vân­cia entre os canais mais usa­dos pelas empre­sas. “O sha­re of spen­ding em mídi­as satu­ra­das é exa­ge­ra­do. Se hou­ves­se rea­lo­ca­ção de inves­ti­men­tos em outros mei­os ou em regiões espe­cí­fi­cas, as mar­cas ganha­ri­am em Sha­re of Mar­ket”, diz. Ou seja, exis­te um padrão que pre­ci­sa ser rom­pi­do.

   Olhan­do para o futu­ro, ele comen­ta que o aumen­to de inves­ti­men­tos em digi­tal vai acon­te­cer, a manei­ra de inves­tir vai mudar e a inte­li­gên­cia algo­rít­mi­ca será leva­da cada vez mais em con­si­de­ra­ção. Porém, as mar­cas terão que, cada vez mais, per­ce­ber que cada canal deve tra­ba­lhar com uma fina­li­da­de espe­cí­fi­ca e cla­ra, em ali­nha­men­to com o mode­lo de negó­cio da empre­sa.

POR UMA SÉRIE DE
QUES­TÕES VERI­FI­CA­MOS
QUE OS EXE­CU­TI­VOS QUE­REM
INO­VAR E NÃO CON­SE­GUEM

EDMAR BUL­LA, CEO DA CRO­MA

Aces­se o estu­do “Mar­ke­ting Com­pass 2018” na ínte­gra

OS INVES­TI­MEN­TOS DAS EMPRE­SAS EM MAR­KE­TINGCOM­PA­RA­TI­VO 2017 E 2018

PER­FIL DA AMOS­TRA – O estu­do ana­li­sou as opi­niões de influ­en­ci­a­do­res e deci­so­res de inves­ti­men­tos de mar­ke­ting e comu­ni­ca­ção. Abai­xo, o per­fil do res­pon­den­te e a ati­vi­da­de prin­ci­pal de suas empre­sas.

PERS­PEC­TI­VAS PARA 2018

Os com­pa­ra­ti­vos apre­sen­ta­dos pelo Mar­ke­ting Com­pass mos­tram como vai o oti­mis­mo do mer­ca­do.

MÍDIA DIGI­TAL E TV CON­CEN­TRAM MAI­OR PAR­CE­LA DOS INVES­TI­MEN­TOS DE MAR­KE­TING EM 2018

Os com­pa­ra­ti­vos apre­sen­ta­dos pelo Mar­ke­ting Com­pass mos­tram como vai o oti­mis­mo do mer­ca­do.