Juli­a­no Ohta, dire­tor-geral da
Saint-Gobain Dis­tri­bui­ção Bra­sil

Telha­nor­te muda visu­al, abre lojas em bair­ros e amplia ser­vi­ços

REDE BUS­CA ATU­AR EM TODA A JOR­NA­DA DE CONS­TRU­ÇÃO E REFOR­MA

POR ERI­CA MAR­TIN

Telha­nor­te, rede de vare­jo da cons­tru­ção que per­ten­ce ao gru­po fran­cês Saint-Gobain des­de 2000, anun­ci­ou uma série de novi­da­des que come­çou a ser imple­men­ta­da em agos­to. Além de mudan­ças na comu­ni­ca­ção visu­al, como a logo­mar­ca e as facha­das dos esta­be­le­ci­men­tos físi­cos, a empre­sa atu­a­rá com um novo con­cei­to de loja, o “telha­nor­te­Já!”, que é um home­cen­ter de bair­ro, e irá aumen­tar o leque de ser­vi­ços ofe­re­ci­dos nos esta­be­le­ci­men­tos tra­di­ci­o­nais.

A pri­mei­ra loja da telha­nor­te­Já! será inau­gu­ra­da em outu­bro, na Vila Mada­le­na, bair­ro loca­li­za­do na cida­de de São Pau­lo, e outras três uni­da­des devem ser aber­tas até o fim do ano na capi­tal pau­lis­ta. Os esta­be­le­ci­men­tos devem ter entre 250 e 400 m² e ofe­re­cer mais 3 mil pro­du­tos, que esta­rão fisi­ca­men­te nas uni­da­des. Os demais 37 mil itens da rede serão ofe­re­ci­dos com entre­gas expres­sas ou opção de reti­ra­da. Para dar supor­te aos novos pon­tos comer­ci­ais, a empre­sa con­tra­ta­rá cer­ca de 40 pro­fis­si­o­nais.

De acor­do com Juli­a­no Ohta, dire­tor-geral da Saint-Gobain Dis­tri­bui­ção Bra­sil, que con­tem­pla as ban­dei­ras Telha­nor­te e Tume­le­ro, rede do Rio Gran­de do Sul adqui­ri­da pelo Gru­po em 2017, o novo mode­lo de negó­ci­os tem um poten­ci­al de cres­ci­men­to expres­si­vo.

Nos­sa expec­ta­ti­va é de que, em três anos, pos­sa­mos inau­gu­rar 40 uni­da­des nes­se novo for­ma­to. É um mode­lo de con­ve­ni­ên­cia, já con­so­li­da­do no ramo ali­men­tí­cio, por exem­plo, mas que ago­ra che­ga ao setor da cons­tru­ção, com toda a infra­es­tru­tu­ra de um home­cen­ter com­ple­to e uma mar­ca for­te como a Telha­nor­te”, comen­ta.

Liga­da a um novo con­cei­to de vare­jo, que visa modi­fi­car o padrão tra­di­ci­o­nal de com­pras, a loja de bair­ro terá um for­ma­to dife­ren­te das con­ven­ci­o­nais. Não have­rá cai­xa para vali­da­ção e cobran­ça dos pro­du­tos, por exem­plo. O ven­de­dor regis­tra­rá o pedi­do do cli­en­te e efe­tu­a­rá o paga­men­to em qual­quer lugar do esta­be­le­ci­men­to, o que evi­ta­rá filas e faci­li­ta­rá o flu­xo do aten­di­men­to.

Além dis­so, o novo mode­lo ofer­ta­rá toda a gama de pro­du­tos comer­ci­a­li­za­dos pela empre­sa, por meio do con­cei­to conhe­ci­do como pra­te­lei­ra infi­ni­ta, que é quan­do exis­te a inte­gra­ção dos esto­ques de toda a rede – seja físi­ca, seja vir­tu­al. Des­ta for­ma, o con­su­mi­dor pode­rá com­prar pro­du­tos comer­ci­a­li­za­dos por outros esta­be­le­ci­men­tos da Telha­nor­te, mes­mo que não este­jam dis­po­ní­veis no home­cen­ter, e rece­ber em casa.

Outra novi­da­de é que, des­de que os itens este­jam dis­po­ní­veis em esto­que, a entre­ga de pro­du­tos com­pra­dos den­tro das uni­da­des de bair­ros está pre­vis­ta para ocor­rer em até uma hora, com a uti­li­za­ção de bici­cle­tas elé­tri­cas. O cli­en­te tam­bém pode­rá fazer o paga­men­to dos pro­du­tos em sua pró­pria casa, já que as maqui­ni­nhas de cobran­ça pode­rão ser leva­das pelo entre­ga­dor.

OBRA DO COME­ÇO AO FIM

Den­tre as novi­da­des anun­ci­a­das pela empre­sa, que con­tem­plam o obje­ti­vo de aten­der o con­su­mi­dor do come­ço ao fim, está tam­bém o ofe­re­ci­men­to de ser­vi­ços vol­ta­dos para cons­tru­ção e refor­ma.

Com um con­su­mi­dor cada vez mais ante­na­do e a mul­ti­ca­na­li­da­de sen­do um desa­fio cons­tan­te no vare­jo bra­si­lei­ro, a expe­ri­ên­cia de com­pra no pon­to físi­co exi­ge ino­va­ção e, por isso, a Telha­nor­te amplia seu leque com solu­ções com­ple­tas”, expli­ca o exe­cu­ti­vo.

O cli­en­te que dese­jar alu­gar fer­ra­men­tas, por exem­plo, terá aces­so a uma espé­cie de con­têi­ner per­so­na­li­za­do loca­li­za­do na par­te exter­na das lojas. No espa­ço, será pos­sí­vel fazer a loca­ção de fura­dei­ras, para­fu­sa­dei­ras, ser­ras-már­mo­re e mar­te­le­tes. Além dis­so, a rede pas­sa a ofe­re­cer a con­tra­ta­ção de ser­vi­ços, que podem ser adqui­ri­dos por meio da pla­ta­for­ma Get­Nin­jas, em qual­quer pon­to da loja.

A empre­sa tam­bém des­ta­ca a área “Pro­je­te-se”, com uma equi­pe de pro­je­tis­tas, dis­po­ní­vel nas uni­da­des físi­cas, para cli­en­tes inte­res­sa­dos em cri­ar pro­je­tos de deco­ra­ção. Para quem optar por cri­ar um pro­je­to digi­tal, a rede dis­põe do Arqui­te­to de Bol­so, uma pla­ta­for­ma de arqui­te­tu­ra e design de inte­ri­o­res.

Nos­so pro­pó­si­to está mui­to cla­ro: faci­li­tar a obra para aumen­tar o pra­zer de sonhar, cons­truir e cur­tir a casa. Por­tan­to, a intro­du­ção des­tes ser­vi­ços e outros que ain­da virão mate­ri­a­li­zam essa mis­são. A pre­vi­são é que, em médio pra­zo, todas as lojas da Telha­nor­te con­tem com todos os novos ser­vi­ços”, comen­ta Ohta.

Den­tro de um con­tex­to de tor­nar a jor­na­da do con­su­mi­dor mais fácil, o cli­en­te pode­rá ras­tre­ar a entre­ga dos pro­du­tos com­pra­dos pela inter­net e acom­pa­nhar o tra­je­to do cami­nhão até a sua resi­dên­cia. Além dis­so, a rede tam­bém está ampli­an­do os pon­tos para reti­ra­da de pro­du­tos com­pra­dos pela loja vir­tu­al – ser­vi­ço conhe­ci­do como Click and Col­lect.

Esse for­ma­to, que dá con­ve­ni­ên­cia ao cli­en­te, já repre­sen­ta mais de 30% do volu­me de com­pras do e‑commerce”, rei­te­ra Ohta.